And it's Christmas... all over... again!

É Natal!

Vá lá, é quase Natal. Não sei se por acaso já alguém tinha dado por isso mas a verdade é que faltam pouco mais de duas semanas para o Natal. Shoppings cheios, carteiras vazias, filas intermináveis e um frio glaciar (o que vinha mesmo a calhar era um aquecimento global natalício!). Tudo isso e muito mais existe por aí e é sempre a aumentar até dia 24! (eu sei que o Natal é dia 25 mas ninguém faz compras dia 25)
Quem ler isto e quem seja frequentador assíduo deste tasco, para além de ter certamente uma existência ou tanto ou quanto deprimente, poderá pensar que eu detesto o Natal e que isso se deva talvez a algum abuso sofrido em criança por parte do Rodolfo ou alguma das outras renas do Pai Natal. Isso é total e absolutamente... mentira!

É verdade que o Rodolfo e os amigos realmente nunca fizeram muito o meu género mas também é verdade que eu adoro o Natal. E agora estou a falar a sério! Por incrível que isso possa parecer, também acontece. É como o Natal: pelo menos uma vez no ano.
O que eu não gosto nem um bocadinho é que me estraguem o Natal. Isso é feio, é desagradável e faz com que eu seja (mais) desagradável. Eu não sei quem está por trás disto mas tem-se forçado muito nos últimos anos. Senão vejamos:

- querem pôr o Natal em Novembro. Já aqui o tentei dizer mas pelos vistos não fui muito claro. Desta vez, digo-o com todas as letras: minha gente, o Natal é em Dezembro! Ponto! Já ouviram falar no calendário? Para além de ser uma das 49 freguesias do município de Vila Nova de Famalicão é também um instrumento bastante útil. Se andarem atentos, verão que alguns desses calendários tem uns símbolos junto ao nome de cada mês. Por exemplo, um Sol em Agosto, uma máscara de Carnaval em Fevereiro, umas castanhas em Novembro ou um pinheiro em Dezembro.
Vamo-nos focar nestes dois últimos símbolos e ver se entendemos de uma vez por todas o porquê das castanhas em Novembro e o pinheiro em Dezembro: em Novembro há um evento chamado Magusto, onde se comem castanhas. Em Dezembro, há um evento chamado Natal em que se decoram as casas com pinheiro. Por isso, começar a celebrar o Natal em Novembro é, no mínimo, estúpido. E recuso-me a voltar a tocar neste ponto até ao próximo ano.

- músicas de Natal tocadas em sininhos. A ideia em si, até tem o seu quê de giro. Só que esgota-se ao fim de aproximadamente quatro segundos. A variante "sininhos" é, sem dúvida, a estripe mais letal de músicas de Natal e a mais contagiosa. Estas musiquinhas podem vir, também, em séries luminosas.
Não tenho nada contra as músicas de Natal em si mas em certos contextos podem ter efeitos muito nefastos. Por exemplo, estão a ver aquelas lojas, sobretudo do Comércio Tradicional, que tem umas músicas de Natal tocadas por sininhos à entrada, a tocar ininterruptamente o dia todo? Para o comum trausente será apenas uma música de fundo se passar por lá uma vez. À segunda começa a pensar que se calhar já calavam aquilo. À terceira já levará um alicate no bolso para cortar o fio das colunas. Agora imaginem como será para quem trabalhar nessas lojas... Quando eu era um puto dos seus 13/14 anos tinha em casa uma série luminosa que dava dessas músicas (em tom monofónico) e achava-lhe piada. Mais tarde, fiquei assim! Agora imaginem quem tem que gramar aquilo o dia todo, todos os dias... Os meus pais ainda tinham o bom senso de manter o som daquilo desligado mas, apesar da curta exposição ao som, fiquei assim. Agora, fazer o quê?
Isto poderá levar a que pessoas com empregos estáveis se despeçam, poderá levar lojistas insuspeitos a tornarem-se serial killers temíveis... Fica o aviso.

- a criatura a que chamam de Popota. Sobre a bolofa rosada aspirante com pretensões de estrela porno e que trouxe o Tony Carreira para todos os intervalos da televisão não me vou voltar a pronunciar. Já devem conhecer a minha opinião sobre o bicho...
Apenas tenho a dizer que outrora, chegado o mês de Dezembro (o tal do Natal), os intervalos eram alegremente invadidos por anúncios a bonecada de Power Rangers e Micro Machines, Barbies e Nenucos, Legos e PiniPons. Agora, temos essa Lucy insuflada e digitalizada a cada intervalo...

- o Sozinho em Casa. E quem diz o Sozinho em Casa diz a Música no Coração ou o Sozinho em Casa 2. Tão certo como a SIC passar a madrugada da Passagem de Ano a dar filmes porno (ouvi dizer...) é pelo menos um destes três filmes ser transmitido por um dos quatro canais principais portugueses no dia 24 ou no dia 25. Pode até haver quem diga "é pá, Natal sem Sozinho em Casa já nem é Natal!". Eu digo que é. Acreditem mesmo que é! O mundo continua perfeitamente a rodar sobre os seus eixos se resolverem passar um filme bom em vez do Sozinho em Casa. Ou até outro filme mau! Tanto faz. Livrem-nos é de uma vez por toda desta peste! Se alguém estivesse realmente interessado em ver o Sozinho em Casa tantas vezes já o tinha sacado da net. Conhecem alguém que tenha alguma vez sequer pensado em sacar o Sozinho em Casa da net? Eu também não. À primeira vez até tinha piada, à segunda via-se bem outra vez, à terceira ainda ia... mas acho que na octagésima sexta vez já começa, talvez, a fartar um bocadinho.
Confiem em mim: é possível um Natal sem Sozinho em Casa/Música no Coração. Façam isso. Por um mundo melhor.

- o aquecimento global. Comecei por dizer que detestava o frio nesta altura. Menti. Por acaso ali em cima dava-me jeito dizer isso mas não é verdade. Há três semanas no ano em que tolero e até gosto do frio: são as três últimas semanas de Dezembro. Fora isso, podem ter o termóstato apontado para a temperatura de Copacabana o ano inteiro que não me importo. Estas semanas são boas para andar na rua bem agasalhado e passar o Natal à lareira.
E agora, em qual das duas versões acreditar? Gosto do frio no Natal ou não? Ah, a dúvida! A eterna dúvida! E eu sei a resposta. Mas se a disser agora ninguém acredita em mim. Temos pena.


E, que me lembre, é isto. Se por acaso entretanto me lembrar de mais alguma coisa, eu aviso. Vão passando por cá. Até ao Natal pode ser que me lembre de mais alguma coisa. Ainda tenho tempo. Por agora, é tudo.


Um Natal bem jeitoso para todos.

Comentários

Anónimo disse…
Depois de uma frase a dizer que quem vem aqui tem uma existência um tanto ou quanto deprimente, e uma vez que não me insiro na categoria, aqui vai para esses sujeitos umas observações que lhes vão elevar o ego (ou baixar o teu xD):
- quer dizer que aquilo que toda a gente fala que houve entre ti e do rodolfo é mentira? (tou desiludida xD)
- "Já ouviram o calendário?" hmm desta vez para não ser mázinha nem comento xD
- oh, ficaste assim por causa da sobreexposição a toques de natal? não tinha sido por causa do rodolfo? xD
- bem, eu a pensar que ainda não tinhas baixado o nível do comentário para valores habituais e vens falar da popota! assim não dá, eu até quero ser fixe mas a popota? hmm... pelo menos terminavas com a tua versão da música dela :P
- "Por acaso ali em cima dava-me dizer isso mas não é verdade" ficavamos a pensar o que te dava xD
- "podem ter o termostáto apontado para a temperatura de Copacabana o ano inteiro que não me inteiro" isto não são horas de se postar no blog, depois dá nisto :P
- dioguito eu começo a desconfiar que dás estes erros todos para eu me sentir "forçada" a vir cá comentar... já viste o tamanho deste comentário? um dia ensino-te que se pode escrever coisinhas giras sem comenter erros básicos xD ah e uma sugestão: não negues mais o que aconteceu entre ti e o rodolfo... lembra-te do que o psicólogo te disse... tens de ultrapassar a fase de negação xD <"£"
TILT disse…
Já está corrigido, jovem xD

Uma pessoa trabalha quando pode xD
Criss disse…
Escreves demais! Eu ao menos encurto tudo! xDD

É natal e pronto. Chato!
Criss disse…
Peço dscp mas sou sincera!!! Ahh... e tu só gostas de frio agora pq parece q assim sim... é Natal! Não é natal de n tiver friinho e uma boa lareira acesa xD
Criss disse…
Estava a ler c mais atenção o texto gigante e percebi q não sei uma coisa: Cm se ouve um calendário???
Maria disse…
Eu não tenho um pinheiro...tenho um sobreiro. Também serve ou deixa de ser natal?
Criss disse…
É uma boa explicação, sr ng(digo eu qe me vou fartar de chamar isto)!

Olhe lá... tenho provas em como disse que não tinha mto para fazer, por isso as boquinhas do 'pouco que fzr' (como é lógico), deixam de ser válidas!

Mensagens populares